domingo, 28 de dezembro de 2008

daqui desse momento...

"Daqui desse momento
Do meu olhar pra fora
O mundo é só miragem
A sombra do futuro e a sobra do passado

Quem vai virar o jogo e transformar a perda em nossa recompensa? ...

"Às vezes" é um instante...
Às vezes eu pressinto e é como uma saudade de um tempo que ainda não passou
Por trás do sossego, atraso o meu relógio, acalmo a minha pressa...

Sussurem em meu ouvido só o que me interessa:

A lógica do vento
O caos do pensamento
A paz na solidão
A órbita do tempo
A pausa do retrato
A voz da intuição
A curva do universo
A fórmula do acaso
O alcance da promessa
O salto do desejo
O agora e o infinito
Só o que me interessa"

[Lenine]

FELIZ 2009

e que o amor seja a marca mais profunda em tudo que for planejado, realizado e vivenciado no ano que está por vir.

sábado, 20 de dezembro de 2008

Pensar de coletivo...


Faz um tempo que não me disponho a escrever aqui, mas isso foi fruto do tempo tomado pelo trabalho árduo de produção textual e intelectual que, uma vez ou outra, eu destino a alienação... mas isso é outra história...

A reflexão intitulada neste post, diz respeito a pensamentos de coletivo ou no coletivo ou no transporte coletivo... rsrs...

Ontem a noite, voltando bem tarde do curso me pus a pensar sobre o que se pensa quando se está em um transporte coletivo lotado... rsrs... - bem você não conhece ninguém e a única atividade que você realiza no percurso é olhar para a sombra do ônibus no chão que ora tenta ultrapassá-lo e ora desaparece, e o "pensar" na sua mente vai seguindo o mesmo ritmo, ora se ultrapassando e ora sumindo em divagações sobre as coisas mais inusitadas... nessas horas eu penso em cada bobagem e em cada não bobagem também; invenções malucas; palavras que queria dizer; pessoas; coisas; bichos; formulação de frases... E de repente tudo some ao sinal da parada de destino...

[simples devaneio]

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

A vida é uma ópera...

"A vida é uma ópera e uma grande ópera. O tenor e o barítono lutam pelo soprano, em presença do baixo e dos comprimários, quando não são o soprano e o contralto que lutam pelo tenor, em presença do mesmo baixo e dos mesmos comprimários. Há coros numerosos, muitos bailados, e a orquestração é excelente..."
[Dom Casmuro]

A vida é uma ópera onde uma confusão de instrumentos e sons faz uma melodia propria e única para cada ser...

-----------------------

E aproveitando o ensejo e a inspiração que essa releitura me deu, queria comentar a série TV:

- Porque eu adoro o formato alegorico teatral em que CAPITU está sendo exibida, e que acresenta uma dose extra de poesia a genialidade de Macahado de Assis - de quem eu sou fã... é PERFEITA...

sábado, 6 de dezembro de 2008

tem cheiro de que?


Esse lugar tem tantos dias ensolarados que quando chega a época das chuvas ninguém ousa dizer que o clima está ruim... mas sim que está perfeito...

Quarta-feira, por exemplo, foi um dia desses, diferente, em que a nossa "cidade luz" [como é chamada por um folclorico e famoso politico do Estado] se refresca do calor...

E aquela manhã chuvosa trouxe junto com o cheiro de terra molhada a vontade dos lençois e dos vários: "- mais 15 minutinhos"... Engraçado é que todas as coisas pareceram mais bonitas do que eram e quando veio a tarde o tempo trouxe cheiro de pipoca e traveseiros até que no cair da noite veio o cheiro de saudade [sem destino]...

E hoje novamente o dia amanhece escuro e belo...
E com um cheiro que me lembra poesia...

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

conservo um susto...


Não sirvo pra observar.
Verso, persevero e conservo
um susto de quem se perde
no exato lugar onde está.




No momento eu não consigo parar de pensar honestamente sobre algumas coisas sobre as quais eu prefiro evitar e me perco ou me acho ou talvez não saiba ao certo. Começo a achar que pensar honestamente é algo que não devemos fazer sempre; pensar honestamente às vezes é admitir algo que não se deve admitir nem para si, é um refletir sobre o que não se precisa, ou seria talvez um estacionar da mente... e estacionar não é uma coisa boa quando o que mais se precisa é progredir, e no meu caso esse "precisar progredir" estária em um ritmo bem veloz [considerando tamnaho da minha vontade], mas há o ditado popular: "devagar se vai ao longe" - é, acreditem não basta querer - essa expressão quebra aquela que diz: "querer é poder"... não é assim que as coisas acontecem [acontecem quando há a medida certa de esforço e de sorte - Sorte? É... sorte mesmo...]

Definitivamente: I need a change in my life...

domingo, 30 de novembro de 2008

- a lei da vida [?]


"A verdade essencial da vida:
ela é um sistema instável no qual se perde
e se reconquista o equilíbrio a cada instante;
a inércia é que é o sinônimo de morte.
A lei da vida é mudar."


[Simone de Beauvoir]

No momento: I need a change in my life

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

...


- Essa imagem: porque eu sei que esse é um lugar que estava no coração de uma pessoa.

- Como diz a Candi: "ela era uma contradição e um tapa na cara"

- Uma contradição porque ela sempre se contrapôs as dificuldades com coragem e bom humor... e ela era bem pequena sim, mas sempre foi uma grande mulher...
- E era um "tapa na cara" sim, no sentido de que foi um exemplo que sempre que for relembrado vai nos fazer sentir um estalo para que possamos lembrar que é possível superar tudo e vencer, basta ter coragem e encarar a vida com bom humor [e ela manteve isso até o fim]...

- Me falaram ontem que ela disse que tinha orgulho de mim [isso me comoveu muito não só porque veio de uma pessoa que tanto admiro, mas também, porque eu tenho estado estranha nos últimos dias, justamente por estar desgostosa de mim mesma, então senti o "tapa"... - Obrigada de verdade] ^^

- Pelo exemplo de coragem, força e determinação ela é digna de homenagem e admiração de seus amigos e familiares...

[LUTO]

domingo, 23 de novembro de 2008

[ re - post ]

Tem uma pessoa que para mim é uma heroína...
Mãe de uma prole de 12 filhos nascidos ano a ano seguidos, ela teve o seu reflorescimento para a vida pessoal ceifado ainda na pré-adolescência, ela passou dificuldades financeiras para prover o sustento do lar, e ela para mim é exemplo de superação, porque ela conseguiu superar todas as dificuldades e retomar os estudos, alcançar a tão almejada qualificação escolar, se profissionalizar e ingressar no serviço público, tudo isso após o nascimento de todos os filhos, e até mesmo em seu momento de doença ela se fez forte e com vontade de vencer (percebi isso quando estive lá cuidando dela e isso só reforça o respeito e admiração que eu tenho por ela)... E é por esses méritos e pelo exemplo de coragem, força e determinação que ela é digna de minha homenagem e admiração...
[para a vovó]


- Postei isso faz algum tempo já...

=/

sábado, 22 de novembro de 2008

- hein?


E o sentimento de esquisitice mutua de mim por mim mesma persiste...

Não sou tão fácil de decifrar nem para mim... Sou estranha, patética e bipolar... [mas isso passa longe de ser um problema] *acho*

Definitivamente não devia fazer post algum hoje...

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Por que não falar das coisas? [1]


[Das Que Li]

"a vida começa todos os dias"

[trecho do livro que ganhei de um amigo - Olhai os Lírios do Campo do Erico Verissimo]

- Não foi o livro mais interessante que eu li, porque há muito tempo não tolero romances de novela, e o próprio Erico Verissimo admite não simpatizar muito com este folhetim, mas acabou sendo um bom presente...
- Ele veio todo rabiscado com um poema nas primeiras páginas, sabe quando você sente que o presente não foi ofertado ao acaso... quase como se o presente fosse feito à mão pela pessoa que o deu... [?]

[para mim esses são os melhores... e são os que atribuo maior valor]

- Quando me dei conta que aquele livro já havia sido lido e que de alguma forma não tinha vindo a mim como uma indicação de leitura qualquer, não importou mais se Olívia ia ficar com o Genoca... mas sim os pequenos trechos sublinhados apontando recordações de velhos tempos de amizade de escola que não se apagaram e se retomam a cada reencontro... *excetuado a parte romancista - mas mantida a sinceridade, a doçura e a pureza de uma simples velha amizade*

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

r e c o l h i m e n t o


Uma fase de introspecção afetiva, talvez...

Pretendo dar um tempo em relação às buscas externas e me voltar mais para dentro... e buscar o...

e q u i l i b r i o
[necessário]

Cuidar de mim e dar mais atenção às minhas próprias questões...
Sempre existe uma ferida ou outra pra cuidar!


Estou determinada...

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Hum?


- é eu sei que o ano não acabou...

- mas é que o restante dele não promete muito [desanimo]
- mas foi animado até aqui...
- e por hora vou me inspirar na canção da Rita Lee...

"Me cansei de lero-lero
Dá licença
Mas eu vou sair do sério
Quero mais saúde
Me cansei de escutar
Opiniões...

De como ter um mundo melhor
Mas ninguém sai de cima
Nesse chove-não-molha
Eu sei que agora
Eu vou é cuidar
Mais de mim!
Uh! Uh! Uh! Uh!

Como vai? Tudo bem!
Apesar, contudo
Todavia, mas, porém
As águas vão rolar
Não vou chorar
Se por acaso morrer
Do coração...

É sinal que amei demais..."

sábado, 15 de novembro de 2008

p e q u e n o s p e d a ç o s

"Tenho olhado no espelho por tanto tempo que cheguei a acreditar que minha alma está do outro lado, pequenos pedaços caindo, quebram-se. Pedaços de mim; afiados demais para serem colocados de volta no lugar; pequenos demais para terem importância, mas grandes o suficiente para me cortar em tantos pequenos pedaços..."

Às vezes eu não consigo conter o meu desprezo por mim mesma, por me deixar quebrar dessa forma... e deixar o que eu considerava melhor em mim se perder quase que por completo...

Como foi que fiquei presa nesse circulo no qual nem me expressar eu consigo?

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

E s p e l h o


[...]


"... Quem consegue vê-lo sem se ver,
entende que a sua profundidade consite
em ele ser vazio - e então percebe o seu mistério."


*me metaforizando hoje*

- explode Camila... ¬¬

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Sobre o tempo...


Ele é um fluir constante; é uma sucessão ininterrupta, na qual todas as coisas que a experiência nos mostra nascem, existem e morrem. E às vezes tudo o que a gente quer dele é que ele pare [para a gente apreciar melhor aqueles momentos que são apenas instantes mas que deveriam durar pra sempre], ou então nós queremos que volte [para que tenhamos a oportunidade de fazer escolhas diferentes], e ainda, queremos mais... queremos que ele passe o mais rápido possível [matando a angustiante espera ou correndo por aquele momentos ruim e chegando direto aos momentos bons]. Contudo ele é fatalmente irreversível: nenhum esforço humano o pode deter, retardar ou acelerar. E isso é que torna o interesse pelo tempo algo natural...
E o tempo pra mim? É... sou como quase todo mundo... às vezes queria que passasse logo... também tive momentos em que queria que ele parasse [mas isso raramente, e geralmente quando olho o momento há distancia mudo de idéia sobre o tempo parar... é como aquele sorteio de "sorte de hoje" do orkut insiste: "o melhor profeta do futuro é o passado"...], e quanto ao tempo voltar [bem isso é a melhor ilusão... teria feito muitas escolhas diferentes... rsrs]. Mas o melhor dessa fatal irreversibilidade é que a gente aprende, muda, evolui...

Tudo passa com o tempo ou muda, se transforma... mas de fato, e incontestavelmente, nada fica do mesmo jeito em que começou a sua jornada...

Então como cantaria a Fernanda Takai:

"Tempo, tempo, tempo mano velho
Vai, vai, vai, vai, vai, vai
Tempo amigo seja legal
Conto contigo pela madrugada
Só me derrube no final..."

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Astral [?]


Hoje eu acordei pensando em todas as coisas que eu queria dizer e que de forma estranha eu não consigo externar, principalmente aquelas palavras que são direcionadas à algumas pessoas... [não que elas devam ser ditas bem alto, porque de fato elas só dizem respeito a quem elas são direcionadas, mas é que elas gritam às vezes na minha cabeça]... e isso me deixa bastante inquieta e confusa...

Essa confusão me levou averiguar as coisas do "astral" [é quando falo "astral" quero dizer horóscopo], pra vocês verem o que a inércia da rotina faz com uma mente... contudo achei que as palavras do "astral" não pareceram fáceis de decifrar como era há alguns anos atrás...

Dizia mais ou menos assim:

"Compreenda a inércia não como um problema, e sim como uma eventual solução. E o que não pode ser resolvido, resolvido está."

E eu entendi que de fato tem problemas que se resolvem só de se manter quieto frente a eles... o famoso: "deixa queto"... então seria o mesmo que:
- morra engasgada com o que você pensa...
Hilário não? rsrss

No entanto eu deixaria aqui como desabafo algumas expressões sem destinatário identificado como:

"eu ti odeio..."
"me dá logo a corda vai..."
"para com isso sua louca..."
"eu ti amo..."



- Leia-se as "..." como um complemento ou justificativa abafada pelo bom senso...
- Quem sabe um dia eu explodo, não é? [mas só pra quem merece ouvir... ou talvez não]


Status:
Alterada das idéias...

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Já ouviu aquela expressão: "se espelhar" ?

- Faz um tempo que eu fico pensando numa questão:
- "Se eu fosse escolher uma pessoa pra ser fã hoje em dia, quem eu escolheria?"
- Quando a gente é criança, fica procurando alguém em quem se espelhar... isso quase sempre responde à a uma das primeiras dúvidas infantis que é aquela do que você vai querer ser quando crescer... geralmente as crianças se espelham em um dos pais, na professorinha do "jardim", ou até mesmo em personagens de desenhos (eu por exemplo já quis ser como o pequeno príncipe, porque eu queria viajar por aí sozinha... rsrs), é como diz um amigo meu toda criança é meio subversiva (é... isso mesmo, não pensem que para um garotinho uma cadeira é só uma cadeira... uma cadeira pode ser uma moto ou um disco voador ou o que a imaginação dele é dada a imaginar). Então eu já quis ser bailarina, skatista, trapezista, já quis fazer parte de uma banda, ser pianista, professora, jornalista e agora eu quero ser da Polícia Federal... rsrs. Mas isso não vem ao caso agora...
- Então, Em quem eu me espelharia hoje?
- Não quero ninguém cujos méritos são vangloriados pela mídia, ou que reconhecidos pela comunidade mundial como pessoas de destaque por sua inteligência superior e moral ilibada (não... eu não estou querendo desmerecer ninguém, pois sei que existe muita gente que é digna de admiração; no entanto sou da partidária da opinião de que a palavra “perfeição” foi criada para não se encaixar em ninguém, e nem deveria). Só estou falando isso porque não conheço de fato, nenhuma dessas pessoas... Então eu escolheria alguém mais próximo, como um exemplo de vida que eu pudesse presenciar e reconhecer...
- Tem uma pessoa que para mim é uma heroína, ela é a mãe de uma prole de 12 filhos nascidos ano a ano seguidos, ela teve o seu reflorescimento para a vida pessoal ceifado ainda na pré-adolescência, ela passou dificuldades financeiras para prover o sustento do lar, e ela para mim é exemplo de superação, porque ela conseguiu superar todas as dificuldades e retomar os estudos, alcançar a tão almejada qualificação escolar, se profissionalizar e ingressar no serviço público, tudo isso após o nascimento de todos os filhos, e até mesmo em seu momento de doença ela se fez forte e com vontade de vencer (percebi isso quando estive lá cuidando dela e isso só reforça o respeito e admiração que eu tenho por ela)... E é por esses méritos e pelo exemplo de coragem, força e determinação que ela é digna de minha homenagem e admiração... [para a vovó]

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Os desafinados


"Se você insiste em classificar
Meu comportamento de anti-musical
Eu mesmo mentindo devo argumentar
Que isto é Bossa Nova, isto é muito natural

O que você não sabe nem sequer pressente
É que os desafinados também têm um coração..."


[Tom Jobim]

-------------------------------------------------------------------
Inserido no contexto da bossa novao filme Os Desafinados conta a história de um grupo de músicos e compositores que partem para Nova Iorque em busca de sucesso e lá encontrando a sua vocalista formam o grupo: Os Desafinados.

- Mas o que foi a bossa nova?
- A palavra bossa em separado quer dizer uma aptidão, uma vocação ou na gíria quando uma pessoa quer dizer que uma coisa ou alguém é bossa significa que ela possui um atributo que faz com ela agrade ou se destaque das demais...
- Mas o que isso tem a ver com a bossa nova - o movimento musical que surgiu no final da década de 50?
- Tem tudo a ver, porque a bossa nova foi antes de tudo uma maneira diferente de fazer música, se caracterizando pela renovação ritmica, melódica e harmônica - Era uma forma de samba suave, pausado, diferente do tradicional, onde havia sobretudo a valorização das letras. Seus principais representantes foram João Gilberto, Vinicius de Moraes e Tom Jobim.
_________________________________________________
Fui assistir esse filme ontem... com uns amigos... e foi ótimo.... ^^

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

- das coisas de 10 anos atrás


Eu acordava pela manhã e via posteres cobrindo a porta e as paredes... hoje não... com o tempo troquei os posteres pela tinta rosa, depois azul e agora lilás, mas essa foi uma fase tão legal... e eu ia mentir se não confessasse um certo saudosismo quando arrumo minhas gavetas e encontro todas os posteres, revistas e CDs...
Engraçado é que antes de revirar e tirar a poeira das gavetas que raramente abro, eu estava lendo um artigo do Miguel Falabella à respeito do processo midiático, e neste artigo ele concluía que:

"O culto à celebridade, no fundo é um sinal do desespero da nossa Era, o grito de uma civilização que não encontrou saídas para os próprios labirintos"

Parte de mim concordou com ele logo de imediato... e a outra nem deu bola porque se eu tivesse nas mãos um botão REINICIAR do personal computer da minha vida preservaria a docura e entusiasmo patético, porém autêntico, da época...

domingo, 26 de outubro de 2008

FELIZ ANO NOVO



- às vezes quando não estou gostando da forma como as situações se desencadeiam ou de como eu estou sendo ou concebendo certas coisa, dá vontade de dizer isso: FELIZ ANO NOVO... pra se reconstruir, recomeçar ou voltar a ser como eu era... e também pra mandar certas coisas [e pessoas] pro raio que o parta, realizar alguns projetos novos e também retomar os antigos... e por aí vai...

- mas mas por agora eu sou só saudade de mim...